Casa / ÚLTIMAS NOTÍCIAS / “O Fruto da Rua” tem estreia emocionante no Museu de SJN
Excelente público no Museu Municipal para estreia do filme "O Fruto da Rua" (Foto: Márcio Sabones)

“O Fruto da Rua” tem estreia emocionante no Museu de SJN

Muitos aplausos na noite de estreia do filme são-joanense “O Fruto da Rua”, no Museu Municipal de São João Nepomuceno, nessa sexta-feira (23/2). O primeiro curta-metragem produzido por são-joanenses e todo gravado na “Cidade Garbosa”.

Outra exibição deste filme acontecerá neste sábado (24/2), às 20h, no Museu, entrada no valor de R$ 2,00 e censura livre.

O filme leva ao público a dura realidade de moradores de ruas encenados pelos atores são-joanenses Robertinho Domingues, Israel Sadias e o menino Paulo Victor Dessupoio e a atriz Adriana Dri, natural de Vassouras (RJ). Ainda no elenco, participação especial do ator e jornalista são-joanense, Márcio Sabones.

Equipe do filme em gravação, mês de julho de 2017 (Foto: Arquivo – Produção)

O lançamento do filme recebeu um bom público, e atento acompanhou cada cena do curta-metragem, com duração aproximada de 20 minutos. Emoção pelo tema e uma trilha sonora impecável executada por Max Roger, Roberta Vasconcelos e Adriana Detoni.

O autor e diretor geral do filme, Israel Sadias, que também atuou no curta discursou agradecendo todos os envolvidos e pessoas que apoiaram o projeto. Israel ainda contou de suas experiências com a sétima arte e de pesquisas no Rio de Janeiro, até o formato do roteiro e as gravações no mês de julho de 2017, em diversos pontos de São João Nepomuceno.

Uma das cenas mais emocionantes do filme. Levi e esposa Namaria contrastam momentos da vida (Foto: Márcio Sabones)

Sobre Márcio Sabones

Márcio Sabones
Jornalista formado pela UFJF, ator, diretor de teatro. Por dois anos foi o âncora/apresentador do Alterosa em Alerta da TV Alterosa JF. Atualmente também assina matérias no Jornal Voz de S. João.

Além disso, verifique

Greve dos Professores da Rede Estadual.

Os Professores da Rede Estadual em Minas Gerais não suportam mais tanto descaso e resolveram …